quarta-feira, 27 de maio de 2009

PRA VOCÊ...com carinho



FLORES

“Pensar uma flor é vê-la e cheirá-la”

Fernando Pessoa

O QUE AS FLORES PODEM ENSINAR SOBRE GESTÃO DE PESSOAS


Por: Sandra Braconnot

Era surpreendente! Aquele senhor realmente era um vencedor! Sucessivamente, há 15 anos, o seu produto era considerado o melhor e sempre superando a qualidade de ano anterior. E não havia a mínima possibilidade de se suspeitar da lisura do concurso porque a excelência de suas flores era inquestionável. Merecidamente, ele vencia o Concurso Anual das mais Belas Flores da Cidade.
Se o resultado era surpreendente, inacreditável era a técnica utilizada para conseguir flores tão especiais: anualmente, após o concurso, aquele senhor distribuía para todos, mudas das flores vencedoras. Muitos achavam uma grande "burrice" e que o floricultor, ao dar o que tinha de melhor, corria o sério risco de ser superado no próximo concurso. Mas que nada! Quanto mais beleza ele espalhava, mais beleza ele produzia!
O fato despertou a curiosidade de um repórter, que resolveu desvendar o mistério. Achava que seria difícil "arrancar" daquele senhor o segredo de tanto sucesso, afinal, atualmente, "o diferencial competitivo" garante estabilidade (ou a "ilusão de"). Mas que surpresa aguardava o repórter!
Sentindo uma enorme felicidade em poder compartilhar "sua técnica", o produtor começou a falar: - "É muito simples, meu jovem. Essa técnica - utilizada pela natureza há 120 milhões de anos, desde que as plantas evoluíram e começaram a dar flores - é a "polinização", que consiste no transporte do pólen da parte masculina de uma flor para a parte feminina de outra flor ou de uma outra planta. Vou lhe explicar: quando um bichinho se aproxima de uma flor para retirar o seu néctar, arrasta-se entre os estames da flor, e os grânulos de pólen aderem aos pêlos de todo o seu corpo. São estes grânulos de pólen - os quais também podem ser transportados pelo vento e pela água - que viajam de "carona" de flor em flor, polinizando as flores. É assim que quase todas as flores se reproduzem. Então - continuou o homem - as flores que eu produzo dependem diretamente daquelas que estão sendo plantadas na cidade. Lembre-se sempre que: quanto mais espalhamos beleza, mais beleza é produzida, e quanto mais beleza nos cerca, mais beleza nos alcança!". E além de tudo isso, concluiu o homem - quando plantamos, podemos acompanhar entusiasmados o crescimento e desenvolvimento da planta; podemos nos alegrar com o belo que vem com as flores; nos alimentar sentindo o gosto bom dos frutos e ainda fazer o bem espalhando as sementes! Como você pode constatar, tão importante quanto descobrir "técnicas" novas , é colocar as antigas em prática!"
Nas empresas, assim como na natureza, diariamente, em todos os momentos, "flores" estão sendo cultivadas e grânulos de pólen transportados por toda a organização, reproduzindo um clima organizacional prazeroso, produtivo e saudável - ou não.
"Há uma ligação em tudo e o que ocorrer com a terra, recairá sobre os filhos dela", já nos alertava o Chefe Seatle, em 1854. E o que acontecer com uma empresa acontecerá com seus líderes e colaboradores. Na natureza, os polinizadores existem por causa das flores e as flores existem por causa dos polinizadores. Nas empresas, essa interdependência também acontece. E é a maneira pela qual cada líder ou liderado - que acima, abaixo, dentro ou fora de tudo, é um Ser Humano -, se comporta dentro da empresa (e fora dela também) que fará grande diferença para a equipe, para os clientes, para o lucro e a credibilidade da empresa, para a comunidade e para o país! Afinal, empresas só se desenvolvem, florescem e conquistam a excelência através das pessoas que nela trabalham.
Mas... nem todas as flores são belas! Existem polinizadores - como morcegos, vespas e moscas - que só são atraídos por flores "feias," fedorentas e venenosas. E é o pólen dessas flores que eles transportam. Existem também os predadores - como alguns tipos de aranhas - que se camuflam dentro de orquídeas para atacar e destruir os polinizadores na tentativa de impedir que a "beleza" seja reproduzida. "Felizmente", esses predadores só existem na natureza! - Ou não?
Apesar dos polinizadores se aproximarem das flores apenas para retirar alimento e matéria prima para a fabricação de seus "produtos" (assim como alguns líderes - que se aproximam do social para alavancar o comercial), a riqueza "em mel e cera" que produzem para eles mesmos, nada é em comparação com os serviços que prestam na fecundação das flores, que espalham beleza e alegria, purificam o ar e se transformam em frutos, os quais, todos nós Seres Humanos podemos colher, comer e replantar.
Ao implantarmos os 3B na nossa vida, tornamo-nos conscientemente "polinizadores do Belo, do Bom e do Bem " e, portanto, co-responsáveis pela criação e manutenção de um clima organizacional saudável, uma sociedade mais justa e um mundo melhor.
Afinal, não deve ter sido sem razão que Jesus - o Grande Líder - orientou: "Olhai como crescem os lírios do campo"!

terça-feira, 26 de maio de 2009


Na natureza existem centenas de plantas medicinais com potência fria que podem ajudar a diminuir o calor. Entre as mais comuns e fáceis de encontrar, o eucalipto, o capim-limão, a camomila e a hortelã podem ser utilizadas na forma de chás, para serem saboreados frios.

Liberte-se da Ansiedade


A alimentação está diretamente ligada à ansiedade.


Veja algumas dicas de como se livrar desse mal.


Medo, tensão, unhas roídas, pernas que não param de mexer. Esses são alguns sinais da ansiedade. Ela pode ser sintoma de um momento difícil que passamos na vida ou até estar ligada ao nosso jeito de ser e estilo de vida moderno.
Mais do que buscar solução no exterior, importante é perceber que ela nasce de dentro pra fora e que sua raiz precisa ser tratada. Noites de sono tranqüilas, organização, uma agenda com folgas para lazer; todos esses fatores podem ajudar a diminuir a ansiedade.
O que muitos não sabem (ou esquecem), é que a alimentação também é importante: pode tanto ser uma vilã, que só faz aumentar o nervosismo, ou uma aliada, que vai ajudar a segurar a onda e baixar a ansiedade.
Mas o que minha comida tem a ver com essa ansiedade? A alimentação é fundamental, pois é matéria prima para a formação de neurotransmissores, substância que o cérebro produz para o equilíbrio físico e emocional. A alimentação é responsável pelo bom funcionamento intestinal e isso é importante porque a maior parte da serotonina, que dá sensação de bem estar, é produzida no intestino.
Para isso, é preciso comer bastante fibras solúveis, farelo de aveia, de trigo, semente de linhaça, frutas e verduras.

A natureza oferece vários alimentos para quem quer buscar uma fonte natural de combate à ansiedade. Segue uma listinha para vocês:

> Alface: rico em lactucina, substância que funciona como calmante;
> Arroz integral: rico em triptofano, acalma e melhora o humor;
> Castanha-do-Pará: contém selênio, antioxidante e anti-stress;
> Espinafre: rico em potássio e ácido fólico, ajuda na circulação e previne depressão;
> Maracujá: a mais conhecida, considerada um sedativo natural;
> Pimenta: rica em capsaicina, estimula as terminações nervosas da língua, provocando aumento de endorfina, que relaxa e melhora também o humor.
Na luta contra a ansiedade é muito importante considerar o bem estar do nosso corpo e isso inclui uma boa noite de sono. Evitar alimentos estimulantes são essenciais para que tenhamos melhores noites, muito mais tranquilas.
Alguns alimentos considerados agressores, são: café, gorduras e frituras, açúcar refinado, muita carne vermelha, chás escuros, refrigerantes à base de cola, entre outros.
Alimentação equilibrada, auto-observação, sono tranquilo e atividade física regular são ingredientes que devem estar presente na sua vida diária para que a ansiedade seja deixada de lado de uma vez!
Por Camila Gabriela CamargoNutricionista Especialista em Qualidade de Vida pela UNICAMP. Atua como Personal Diet e como nutricionista da Prefeitura Municipal de Itu. Atende em consultório particular.


Aloe Vera (Babosa) no combate ao envelhecimento

O Dr. Danhof (EUA), uma das maiores autoridades no mundo de Aloe Vera dirigiu uma série de estudos com a finalidade de descobrir o segredo da poderosa propriedade rejuvenecedora do Aloe Vera e observou que a capacidade da planta para aumentar
a produção de células fibroblásticas é de 6 a 8 vezes mais rápida que a produção normal das células.As células fibroblásticas encontram-se na derme da pele, e são responsáveis pela produção do colágeno, complemento “protéico” da pele que a mantém tenra e flexível.Durante a exposição ao sol e pelo envelhecimento natural, os fibroblastos diminuem a produção do colágeno e, a medida que vamos envelhecendo, a quantidade do colágeno se vê reduzida e as rugas aparecem cada vez mais profundas. O Aloe Vera não só melhora a estrutura fibroblástica da célula como acelera o processo de produção do colágeno, acreditando-se que o segredo está nos polissacarídeos e em suas propriedades humectantes e adstringentes.“Muitos produtos para a pele que prometem atrasar o envelhecimento não fazem mais do que hidrata-la temporariamente”.A produção do colágeno não é a única contribuição do Aloe Vera na luta contra o envelhecimento. Conforme as pessoas envelhecem aparecem rugas e manchas nas mãos devido a um complicado processo químico que tem lugar no corpo, assim como uma série de fatores externos, tais como a luz do sol. No entanto, o Aloe Vera contém um poderoso bloqueador que pode inverter este processo proporcionando à pele os componentes necessários para rejuvenecê-la a nível celular, fazendo-a muito mais jovem, suave e flexível.O Dr. Danhof observou este efeito nas suas próprias mãos, aplicando Aloe Vera em uma das mãos. A diferença foi assombrosa. A mão não tratada, cheia de rugas e manchas, enquanto na outra não havia nada.

http://harmonianatureza.com.br/combate-ao-envelhecimento/

A BELEZA DA ROSA - Ray Douglas

Tens a beleza da rosa
Uma das flores mais formosas
Tú és a flor do meu lindo jardim
E eu a quero só para mim
O teu suave perfume
As vezes causa-me ciúme
Ao te beijar sinto no coração
O pulsar da mais pura paixão, porém
Tenho medo que tua beleza de rosa
Se transforme num espinho
Quase morro só em pensar
Em perder teu carinho
Tenho medo que esta paixão
Seja uma ilusão sem fim
Tenho medo que não sejas a flor
Do meu triste jardim

ROSA

Rosa de doce perfume que se evola,
Que das tuas pétalas aveludadas se exala...
Ante a tua beleza a minha alma se cala
E todo o meu ser embevecido chora.
Rosa... sublime dádiva do Criador
Que torna as alamedas maravilhosas.
Rosa da paz nas reconciliações amorosas,
Rubra rosa silenciosa falando de amor...
Rosa da esperança selando os esponsais...
Rosa da saudade nos túmulos e mausoléus...
Rosa da fé nas missas que sobem aos céus...
Rosa triste dos adeuses nos tristes funerais...
Rosa na alegria casta, na pungente dor,
Flor que embeleza a vida em todas as cores.
Se és soberana rainha entre as flores,
És entre os homens o símbolo do amor.

Agenor

Linguagem das Flores


(Nem só as rosas tem um significado próprio)

Certas flores têm uma simbológia particular.

Caso esteja a pensar oferecer flores, veja primeiro o que elas podem querer dizer!

Amendoeira em flor – Esperança
Amor-perfeito – Recordações
Açucena (botão) – Perdão
Camélia branca - Beleza perfeita
Camélia japonesa – Arrependimento
Camélia vermelha – Reconhecimento
Cidreira - Chamas de amor
Cardo santo - És intratável
Celidónia - Primeiro suspiro de amor
Cravo amarelo – Desdém
Cravo branco - Amor ardente. Ingenuidade.
Cravo amarelo – Desdém
Cravo vermelho - Amor vivo e puro
Cravo rosado – Preferência
Cravo seco – Desprezo
Crisântemo amarelo - Amor frágil
Cravo branco – Verdade
Cravo vermelho - Eu amo
Dália amarela - União recíproca
Dália matizada - Olhar enganador
Dália rosada – Delicadeza
Dália roxa - Tem piedade de mim
Dália vermelha - Os teus olhos queimam
Espinho de rosa - Seta de amor
Flor de alecrim - A tua presença dá-me forças
Flor de aloés – Obscenidade
Flor de castanheiro – Perfídia
Flor de laranjeira – Virgindade
Flor de lis - Beleza atraente
Flor de pessegueiro - Amor conjugal
Flor de romãzeira – Amizade e sincera
Flor de sabugueiro - O meu sofrimento vai matar-me
Gerânio escarlate – Consolo
Gerânio de rosa – Capricho
Gerânio silvestre - Devoção constante
Giesta – Desesperança
Hortênsia - És de uma grande frieza
Íris amarelo - Fogo de amor
Íris azul – Confiança
Íris branco - Esperança. Fidelidade.
Jacinto azul – Constância
Jacinto branco - Beleza discreta
Jacinto púrpura – Mágoa
Jasmim amarelo – Desilusão
Jasmim branco – Amabilidade
Junquilho – Desejo
Lavanda – Desconfiança
Lilás amarelo – Falsidade
Lilás branco – Inocência
Lilás silvestre – Humildade
Lírio amarelo – Falsidade
Lírio azul - Beleza caprichosa
Lírio branco - Doçura. Pureza.
Lírio silvestre - Regresso à felicidade
Lírio vermelho - Quem espera, desespera
Madressilva - Amor fraternal
Magnólia - Amor à Natureza. Simpatia
Maravilha branca - Medo de amar
Margarida grande amarela - Amas-me?
Margarida grande branca - Esqueço o que aconteceu
Margarida pequena amarela - Vou pensar
Margarida pequena branca – Inocência
Miosótis - Não me esqueças
Narciso - Egoísmo. Vaidade
Nenúfar - Pureza de coração
Papoila – Sonho
Peónia - Vergonha
Rosa amarela - Ciúmes. Infidelidade
Rosa branca – Sigilo
Rsa sem espinhos - Não posso resistir
Rosa vermelha - Amor apaixonado
Rosas, uma branca outra vermelha - O fogo do teu olhar queima o meu coração
Sempre-viva - Declaro-te guerra
Trevo de quatro folhas - Sê minha/meu
Túlipa amarela - Amor sem esperanças
Túlipa vermelha - Declaração de amor
Violeta - Lealdade

CRAVO BRANCO


Veio do nada, indicava ser uma flor

Nasceu viçosa, e tão cheia de fulgor

Não a plantei, simplesmente apareceu

Se alguém o fez; creio ter sido um beija-flor.

Trouxe em seu bico a semente, e ali lançou

Em poucos dias germinou, se fez nascer

Desenvolveu-se e foi tomando seu espaço

Acompanhei-a passo a passo, o seu crescer.

E com o tempo, linda flor desabrochou

Um cravo branco, como nunca vira assim

Tive um presságio que era a vida a me sorrir

Tão perfumado, tinha o cheiro do jasmim.

A branca flor, deslumbrante, sem igual

Espécime raro, quimérico, em meu quintal

Perguntava-me; terá ela um triste fim...

De onde veio, e quem a plantou pra mim?...

Seria os deuses, que por dó ou brincadeira

Aproveitando a vasta sombra da palmeira

Teriam ali, depositado a tal semente...

Que belo cravo, foi-me dado de presente.

E que ficou por longo tempo a perfumar

A enfeitar o meu viver, meu coração...

Até que um dia, um vento forte o fêz ao chão

Geme de dor o meu jardim; que solidão!


Autora: Pequenina 28/02/06

segunda-feira, 25 de maio de 2009

FLOR DO MANDACARU


Nome científico: Cereus jamacaruNome popular: MandacaruFamília: CactaceaeOrigem: América do Sul - Brasil - na caatinga do semi-arido brasileiro.Porte: até 10 metros de altura. Flores: outubro - Frutos: Dezembro.Características: Cactácea de porte arbóreo, o mandacaru é uma das plantas mais características do semi-árido nordestino. O tronco é grosso e muito ramificado, recoberto de espinhos longos. A forma como se ramifica lembra um candelabro, o que lhe vale a inclusão no gênero dos Cereus, que em latim significa Cirio = vela. As flores são grandes e brancas e se abrem à noite. O fruto é formado por bagas vermelhas, com polpa branca, comestível mas de sabor fraco, insípido. É possível retirar tábuas de até 30 cm de largura dos seus troncos, que são utilizadas em finalidades diversas na construção civil local. Existem também qualidades medicinais que podem ser encontradas em toda a planta, no tratamento de doenças respiratórias e outras. No litoral é comum encontrar outra espécie, a Cereus pernambucencis.Solo: nativo e cultivado nos solos mais pobres, pode ser encontrado até mesmo sobre rochas, onde haja apenas uma fina camada de areia. Resiste a muitos meses de estiagem e aos rigores da seca do sertão nordestino de nosso país, de alimento para o gado.
O valor ornamental da planta é reconhecido por sua utilização em praças e parques em diversas cidades nordestinas.Existe um dito popular, de quando o mandacaru floresce na seca é sinal que a chuva chega no sertão e de que haverá fartura logo em seguida. Essa flor abre-se apenas por uma noite.

BROMÉLIAS


As Bromélias são plantas nativas em nosso país, a algumas décadas sequer seria possível pensar que essa planta poderia participar dos jardins da frente de uma edificação. Era uma planta do "mato"... Isso parece pejorativo, mas era assim que era dito. Agora sabemos que é uma nobre planta de nossas matas, e essa consciência mudou toda a idéia antiga, não só sobre as bromélias mas também em relação a tantas outras plantas com imenso potencial ornamental, que são igualmente nativas aqui, em nossa terra.
A partir de então, já faz algum tempo que as bromélias começaram a entrar pela porta da frente dos jardins mais sofisticados, nos locais mais caros e requintados de nossas cidades. Podemos dizer que os nossos jardins ganharam em personalidade, e criamos um modo muito próprio de fazer jardins e também de gostar deles, mais assim, com o nosso jeito, com o nosso gosto, com muitas de nossas plantas, no estilo do Jardim Brasileiro.

HERVAS AROMÁTICAS

MANJERICÃO
HORTELÃ

ALECRIM

Segundo especialistas, as ervas aromáticas possuem efeitos terapêuticos, entram através das células sensíveis que cobrem as passagens nasais, chegando direto para o cérebro e afetam as emoções, atuando no sistema límbico que também controla as principais funções do corpo.