quarta-feira, 27 de maio de 2009

O QUE AS FLORES PODEM ENSINAR SOBRE GESTÃO DE PESSOAS


Por: Sandra Braconnot

Era surpreendente! Aquele senhor realmente era um vencedor! Sucessivamente, há 15 anos, o seu produto era considerado o melhor e sempre superando a qualidade de ano anterior. E não havia a mínima possibilidade de se suspeitar da lisura do concurso porque a excelência de suas flores era inquestionável. Merecidamente, ele vencia o Concurso Anual das mais Belas Flores da Cidade.
Se o resultado era surpreendente, inacreditável era a técnica utilizada para conseguir flores tão especiais: anualmente, após o concurso, aquele senhor distribuía para todos, mudas das flores vencedoras. Muitos achavam uma grande "burrice" e que o floricultor, ao dar o que tinha de melhor, corria o sério risco de ser superado no próximo concurso. Mas que nada! Quanto mais beleza ele espalhava, mais beleza ele produzia!
O fato despertou a curiosidade de um repórter, que resolveu desvendar o mistério. Achava que seria difícil "arrancar" daquele senhor o segredo de tanto sucesso, afinal, atualmente, "o diferencial competitivo" garante estabilidade (ou a "ilusão de"). Mas que surpresa aguardava o repórter!
Sentindo uma enorme felicidade em poder compartilhar "sua técnica", o produtor começou a falar: - "É muito simples, meu jovem. Essa técnica - utilizada pela natureza há 120 milhões de anos, desde que as plantas evoluíram e começaram a dar flores - é a "polinização", que consiste no transporte do pólen da parte masculina de uma flor para a parte feminina de outra flor ou de uma outra planta. Vou lhe explicar: quando um bichinho se aproxima de uma flor para retirar o seu néctar, arrasta-se entre os estames da flor, e os grânulos de pólen aderem aos pêlos de todo o seu corpo. São estes grânulos de pólen - os quais também podem ser transportados pelo vento e pela água - que viajam de "carona" de flor em flor, polinizando as flores. É assim que quase todas as flores se reproduzem. Então - continuou o homem - as flores que eu produzo dependem diretamente daquelas que estão sendo plantadas na cidade. Lembre-se sempre que: quanto mais espalhamos beleza, mais beleza é produzida, e quanto mais beleza nos cerca, mais beleza nos alcança!". E além de tudo isso, concluiu o homem - quando plantamos, podemos acompanhar entusiasmados o crescimento e desenvolvimento da planta; podemos nos alegrar com o belo que vem com as flores; nos alimentar sentindo o gosto bom dos frutos e ainda fazer o bem espalhando as sementes! Como você pode constatar, tão importante quanto descobrir "técnicas" novas , é colocar as antigas em prática!"
Nas empresas, assim como na natureza, diariamente, em todos os momentos, "flores" estão sendo cultivadas e grânulos de pólen transportados por toda a organização, reproduzindo um clima organizacional prazeroso, produtivo e saudável - ou não.
"Há uma ligação em tudo e o que ocorrer com a terra, recairá sobre os filhos dela", já nos alertava o Chefe Seatle, em 1854. E o que acontecer com uma empresa acontecerá com seus líderes e colaboradores. Na natureza, os polinizadores existem por causa das flores e as flores existem por causa dos polinizadores. Nas empresas, essa interdependência também acontece. E é a maneira pela qual cada líder ou liderado - que acima, abaixo, dentro ou fora de tudo, é um Ser Humano -, se comporta dentro da empresa (e fora dela também) que fará grande diferença para a equipe, para os clientes, para o lucro e a credibilidade da empresa, para a comunidade e para o país! Afinal, empresas só se desenvolvem, florescem e conquistam a excelência através das pessoas que nela trabalham.
Mas... nem todas as flores são belas! Existem polinizadores - como morcegos, vespas e moscas - que só são atraídos por flores "feias," fedorentas e venenosas. E é o pólen dessas flores que eles transportam. Existem também os predadores - como alguns tipos de aranhas - que se camuflam dentro de orquídeas para atacar e destruir os polinizadores na tentativa de impedir que a "beleza" seja reproduzida. "Felizmente", esses predadores só existem na natureza! - Ou não?
Apesar dos polinizadores se aproximarem das flores apenas para retirar alimento e matéria prima para a fabricação de seus "produtos" (assim como alguns líderes - que se aproximam do social para alavancar o comercial), a riqueza "em mel e cera" que produzem para eles mesmos, nada é em comparação com os serviços que prestam na fecundação das flores, que espalham beleza e alegria, purificam o ar e se transformam em frutos, os quais, todos nós Seres Humanos podemos colher, comer e replantar.
Ao implantarmos os 3B na nossa vida, tornamo-nos conscientemente "polinizadores do Belo, do Bom e do Bem " e, portanto, co-responsáveis pela criação e manutenção de um clima organizacional saudável, uma sociedade mais justa e um mundo melhor.
Afinal, não deve ter sido sem razão que Jesus - o Grande Líder - orientou: "Olhai como crescem os lírios do campo"!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE SEU COMENTÁRIO