segunda-feira, 25 de maio de 2009

FLOR DO MANDACARU


Nome científico: Cereus jamacaruNome popular: MandacaruFamília: CactaceaeOrigem: América do Sul - Brasil - na caatinga do semi-arido brasileiro.Porte: até 10 metros de altura. Flores: outubro - Frutos: Dezembro.Características: Cactácea de porte arbóreo, o mandacaru é uma das plantas mais características do semi-árido nordestino. O tronco é grosso e muito ramificado, recoberto de espinhos longos. A forma como se ramifica lembra um candelabro, o que lhe vale a inclusão no gênero dos Cereus, que em latim significa Cirio = vela. As flores são grandes e brancas e se abrem à noite. O fruto é formado por bagas vermelhas, com polpa branca, comestível mas de sabor fraco, insípido. É possível retirar tábuas de até 30 cm de largura dos seus troncos, que são utilizadas em finalidades diversas na construção civil local. Existem também qualidades medicinais que podem ser encontradas em toda a planta, no tratamento de doenças respiratórias e outras. No litoral é comum encontrar outra espécie, a Cereus pernambucencis.Solo: nativo e cultivado nos solos mais pobres, pode ser encontrado até mesmo sobre rochas, onde haja apenas uma fina camada de areia. Resiste a muitos meses de estiagem e aos rigores da seca do sertão nordestino de nosso país, de alimento para o gado.
O valor ornamental da planta é reconhecido por sua utilização em praças e parques em diversas cidades nordestinas.Existe um dito popular, de quando o mandacaru floresce na seca é sinal que a chuva chega no sertão e de que haverá fartura logo em seguida. Essa flor abre-se apenas por uma noite.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE SEU COMENTÁRIO