sábado, 31 de março de 2012

O AMOR E A LOUCURA


IMAGEM DA WEB
Tempos atrás, viviam duas crianças, um menino e uma menina, que tinham 
entre quatro e cinco anos de idade.
O menino chamava-se Amor e a menina, Loucura.
 Amor sempre foi uma criança calma, doce e compreensiva. 
Já aLoucura era muito emotiva, passional e impulsiva, entretanto, 

apesar de todas as diferenças,

as crianças cresciam juntas, inseparáveis: brincando, brigando...
Houve um dia, porém, em que o Amor não estava muito bem, e acabou
 cedendo às provocações de Loucura, com a qual teve uma discussão 
muito feia. 
Ela não deixava nada barato; estava furiosa como nunca com oAmor
e começou a agredi-lo, não só verbalmente, como de costume.
A menina estava tão descontrolada que agrediu o garoto fisicamente e,
 antes que pudesse perceber, arrancou os olhos do Amor.
Amor, sem saber o que fazer, chorando, foi contar à sua mãe, 
a deusa Afrodite, o que havia ocorrido.

Inconsolada, Afrodite implorou a Zeus que ajudasse seu filho

e  que castigasse Loucura.

Zeus, por sua vez, ordenou que chamassem a garota

para uma séria conversa.

Ao ser interrogada, a menina respondeu, como se estivesse com

a razão, que o Amor havia lhe aborrecido e que foi merecido 

tudo o que aconteceu.

Embora soubesse que não fora justa com seu amigo,

a menina - que nunca soube se desculpar - concluiu dizendo : que a culpa

 havia sido do Amor, e que não estava nem um pouco arrependida.

Zeus, perplexo com a aparente frieza daquela criança,

disse que nada poderia fazer para devolver a visão ao Amor,
mas ordenou que Loucura estaria condenada a guiá-lo por toda a 

eternidade, estando sempre junto ao Amor em cada passo que este desse.
E até hoje eles caminham juntos.
Onde quer que o Amor esteja, com ele estará Loucura, quase que fundidos 
numa só essência, tão unidos que por vezes não se consegue definir 
onde termina o Amor e onde começa a Loucura.
É também por isso que se costuma dizer que o Amor é cego.
A verdade é que o Amor tem os olhos da Loucura.


(Se alguém souber quem é o autor, favor deixar um post com o nome)

 Obrigada


Twitter - @fatima_amorim

Facebook - https://www.facebook.com/mfamorim

domingo, 5 de fevereiro de 2012

ARCO-ÍRIS

Imagem do GOGLE


O arco-íris é um fenômeno óptico que se forma em razão da separação das cores que formam a luz solar. Ele pode ser observado sempre que existirem gotículas de água suspensas na atmosfera e a luz solar estiver brilhando acima do observador em baixa altitude ou ângulo, ou seja, ele pode acontecer durante ou após uma chuva. Esse acontecimento ocorre em razão da dispersão da luz.

Dispersão é o fenômeno que causa a separação de uma onda em vários componentes espectrais.

A luz do sol é uma onda de luz branca formada por várias cores, quando essa luz incide sobre uma gota de água os raios luminosos penetram nela e são refratados, sofrendo assim a dispersão. O feixe de luz colorido, dentro da gota, é refletido sobre a superfície interna da mesma e sofre novo processo de refratação, motivo que provoca a separação das cores que um observador consegue ver. É evidente que essa dispersão ocorre com todas as gotas de água que estiverem na superfície recebendo a luz proveniente do Sol.

O arco-íris não existe, trata-se de uma ilusão de óptica cuja visualização depende da posição relativa do observador. É importante salientar que todas as gotas de água refratam e refletem a luz da mesma forma, no entanto, apenas algumas cores resultantes desse processo é que são captadas pelos olhos do observador.

Por Marco Aurélio da Silva
Equipe Brasil Escola


Twitter - @fatima_amorim
Facebook - https://www.facebook.com/mfamorim
http://panoseart.blogspot.com/

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

T U L I P A S


TULIPAS CONFECCIONADAS POR FÁTIMA AMORIM

http://panoseart.blogspot.com/    


História das Tulipas

As Tulipas não podem ser cultivadas facilmente em climas tropicais, porque requerem uma estação fria do inverno para crescerem com sucesso. Porém já existem estufas especializadas onde é possível simular a temperatura ideal e fazê-las florescer mais cedo que normalmente.

No passado havia diversas técnicas para alterar as cores das tulipas, alterando naturalmente as camadas superiores e mais baixas dos pigmentos da flor. Foram criadas variadades históricas pelos tulipomaníacos holandeses, estes, infectavam tulipas com vírus "potyvirus", "aphids" de pessegueiros e "persicae de myzus", produzindo flores fantásticamente bonitas, porém fazia com que a planta infectada morresse rapidamente.

Atualmente, estas técnicas virais para modificações das cores das tulipas foram erradicadas completamente, e é possível obter cores variadíssimas, inclusive a cor negra, tarefa biologicamente muito difícil, mas obtida através dos offsets (enxertos) ou sementes. Se a planta é geneticamente clone da planta pai, o offset é a única maneira de ampliar o estoque para o cultivo de uma cor específica de tulipas, a Tulipa Negra, por exemplo.
Entretanto, os produtores de tulipas devem ser muito pacientes, qualquer inovação em uma cor padrão da tulipa exige estudo e inúmeros testes de laboratórios para se obter uma cor específica.
Cuidados com Tulipas

· Adquirindo o botão ainda fechado, as suas flores durarão muito mais.
· Para aumentar ainda mais a durabilidade do seu Arranjos de TulipasBouquet de Tulipas ou Vaso de Tulipas, mantenha-os em um local mais fresco possível, porém sempre com luminosidade indireta do sol. 
· As tulipas, por se adaptarem melhor ao clima frio, no lugar de regá-las com água natural, adicione 1 ou 2 pedras de gelo sobre o substrato, de manhã e à tarde, todos os dias. 
. No clima tropical brasileiro é difícil conseguir que a planta floresça mais de uma vez, mas com algumas técnicas, dá para tentar fazê-la dar flores pelo menos mais uma vez. O processo é demorado e um tanto complicado, porém confere um desafio compensador:

1 - Quando as flores da primeira floração murcharem, corte-as, inclusive as folhas. Retire os bulbos da terra, limpe-os levemente com uma escova macia e mantenha-os em local fresco e arejado por cerca de 3 meses, sem deixar que se molhem. 

2 - Passado esse período, plante-os num vasinho plástico com terra vegetal obedecida, sem estar encharcada. Embrulhe o vasinho num plástico e coloque-o na geladeira durante uns 6 meses (temperatura ideal entre 2 e 5 graus C), molhando quando necessário. 

3 - Passado esse tempo, é hora de tirar o vasinho da geladeira e levá-lo para um local fresco e com boa luminosidade por mais 2 meses, lembrando de manter a terra sempre úmida. 

4 - Depois disso, o vasinho deve voltar ao congelador, novamente embrulhado em plástico, onde vai permanecer por mais 6 meses. 

5 - Agora é hora de levar o vaso para um local iluminado. Se tudo der certo, a tulipa estará florida no período de trinta a cinqüenta dias. 

6 - Todo esse processo tem como objetivo simular as condições climáticas existentes no habitat natural das tulipas e que estimulam os bulbos a rebrotarem.
Significado das Tulipas

O significado principal da tulipa é o amor perfeito, as tulipas sempre dão um sentido de charme e elegância para qualquer ambiente.
As tulipas vermelhos são fortemente ligadas ao amor verdadeiro, enquanto a tulipa roxa simboliza quietude e paz, quando as tulipas amarelas uma vez representam o amor impossível ou a luz do sol generoso.
As tulipas brancas são vistas para reivindicar  valores ou emitir uma mensagem de perdão. 

Maiores informações: http://www.florencanto.com.br


Twitter - @fatima_amorim
Facebook - https://www.facebook.com/mfamorim

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

EU TEMIA...

Eu temia ficar sozinha

Até que aprendi a GOSTAR DE MIM MESMA.

Eu temia fracassar
Até perceber que só fracasso se desistir.

Eu temia o que as pessoas pudessem pensar de mim
Até perceber que o que conta realmente é O QUE EU PENSO DE MIM MESMA.

Eu temia ser rejeitada
Até perceber que devo ter fé em mim mesma.

Eu temia a dor
Até perceber que o sofrimento só me ajuda a crescer.

Eu temia a verdade
Até descobrir a fealdade de uma mentira.

Eu temia a morte
Até aprender que a morte não é um fim mas um começo.

Eu temia o ódio
Até aprender que o ÓDIO É APENAS "IGNORÂNCIA"

Eu temia o ridículo
Até aprender a rir de mim mesma.

Eu temia ficar velha
Até compreender que ganho sabedoria a cada dia que passa.

Eu temia ser ferida nos meus sentimentos
Até aprender que NINGUÉM CONSEGUE ME FERIR SEM A MINHA PERMISSÃO.

Eu temia a escuridão
Até entender a luz e a beleza de uma estrela.

Eu temia mudanças
Até perceber as mudanças por que tem de passar uma bela borboleta antes de poder voar.

Acima de tudo aprendi que não vale a pena temer nada, pois vou enfrentar cada obstáculo à medida que aparecer na minha vida, com coragem e confiança pois...
No final existirá sempre mais uma esperança...
Se vivermos a vida sem temor!


No final sempre está Deus, que te ama.


(Desconheço o autor)


Twitter - @fatima_amorim
Facebook - https://www.facebook.com/mfamorim

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

O GRANDE DIFERENCIAL


Twitter - @fatima_amorim
Facebook - https://www.facebook.com/mfamorim

MUITO OBRIGADO MEU ALUNO PROBLEMA!

Sua letra não é legível. Seu caderno não tem ordem ou capricho. A capa está arrancada, o dever incompleto, as orelhas se mutiplicam. Seu lápis, quando existe, nunca está apontado. Você se distrai com o ruído de uma mosca. É o último a responder as ordens, o primeiro a liderar o barulho. Se você levanta a mão, reluto em lhe dar a palavra - só vem besteira. Você brigou na rua, ou foram os tapas do seu pai, que já perdeu a paciência a muito tempo?
As avaliações são um pesadelo para você. E o resultado?
Ah! como eu gostaria de não ser professor, desistir de tudo para não enfrentar os seus olhos...onde a cada dia morre a esperança.
Eu já tentei tudo com você: bons modos, maus modos, gritos, chantagens... Exigi, insisti, gritei, implorei...
Você continua não respondendo a minha 'didática elaborada', a 'minha experiência de tantos anos'...
Por você me tornei insegura. Analisei os conteúdos, contestei a validade de alguns, aprofundei, condensei, revi meus critérios de avaliação.
Por você fiquei humilde. Achei pouco os meus recursos. Pedi ajuda. Comparei os meus instrumentos de aprendizagem. Discuti o assunto com os colegas. Fui ao supervisor...
Por você, estudei. Fui buscar conhecimentos que faltavam. Achei tempo para uma pesquisa mais elaborada das causas de seus problemas.
Por você, eu criei. Não me limitei ao já existente. Criei novas formas de abordagens de conteúdos, novas motivações, nova distribuição do tempo.
Por você, procurei conhecer uma "criança normal". Como ela pensa? Como ela age? O que ela tem que voce não tem? O que sobra em voce? O que falta?
Por você, revi meus conceitos de fracasso, de sucesso,de felicidade, de normalidade.
Por você me aceitei fracassada, limitada, deficiente, incapaz de fazê-lo aprender.
Eu passei a ser um problema também.
E, na minha angústia, eu entendi muito bem como você se sente.
Ai então, mudou você, ou mudei eu?



Autora:Elyanne Brasil

Twitter - @fatima_amorim
Facebook - https://www.facebook.com/mfamorim

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

BOB MARLEY

As Vezes construímos sonhos em cima de grandes pessoas... O tempo passa... e descobrimos que grandes mesmo eram os sonhos e as pessoas pequenas demais para torná-los reais!
Bob Marley


Twitter - @fatima_amorim 
Facebook - https://www.facebook.com/mfamorim