sábado, 5 de novembro de 2011

Não consegue dormir bem? Solidão pode ser a culpada


Segundo um novo estudo, sentir-se isolado e desconectado das pessoas ao seu redor pode impedir que você tenha uma boa noite de sono, mesmo que você não estiver ciente disso.



A pesquisa sugere que pessoas que se sentem solitárias tendem a experimentar mais agitação noturna e interrupções do que seus colegas mais bem ajustados.
Em parte, isso pode explicar por que a solidão tem sido associada com problemas de saúde como pressão alta, doenças cardíacas e depressão.

“Em experimentos de laboratório, quando as pessoas são intencionalmente acordadas várias vezes, isso parece ter efeitos sobre seu metabolismo. A sensibilidade à insulina cai, quase sugerindo que um sono ruim poderia colocá-los em maior risco de diabetes tipo 2, por exemplo”, explica a pesquisadora Lianne Kurina, professora de epidemiologia na Universidade de Chicago, EUA.

No estudo, a ligação entre solidão e interrupções de sono persistiu mesmo após os pesquisadores levarem em conta estado civil e tamanho de família.
Isso ressalta uma importante distinção entre a solidão e o isolamento social: a quantidade de pessoas que sentem solidão, em última análise, depende de como elas percebem sua situação social, e não da situação por si só.

“Pode haver pessoas com muitas conexões sociais que se sentem terrivelmente solitárias, e, por outro lado, há pessoas com relativamente pequenas redes sociais que se dão muito bem”, diz Kurina. “Diferentes pessoas têm diferentes necessidades em termos de relacionamentos – e é o espaço entre o que você quer e o que você tem que pode se transformar em solidão”.

Os 95 participantes do estudo tinham fortes conexões sociais, e faziam parte de uma comunidade muito unida, rural, em South Dakota, EUA. No entanto, mesmo pequenas diferenças em seus graus de solidão tiveram um impacto sobre seu sono.

Os participantes relataram quantas vezes sentiam a falta de companheirismo, se sentiam deixados de fora, ou isolados dos outros, etc. Os pesquisadores usaram essas respostas para criar uma escala de solidão padrão.

Então, por uma semana, os participantes usaram um dispositivo de pulso à noite que registrava o movimento do corpo e a perturbação do sono.

Cada aumento de um ponto na escala de solidão foi associado com um aumento de 8% em perturbações do sono e inquietação, mesmo quando os cientistas controlaram para idade, sexo, índice de massa corporal, distúrbio respiratório conhecido como apneia do sono, e emoções negativas como depressão, ansiedade e estresse.

A solidão não pareceu influenciar a qualidade do sono ou sonolência diurna, no entanto. Mais pesquisas serão necessárias para determinar se estas perturbações de baixo nível podem ter efeitos sobre a saúde, semelhantes aos observados em experimentos quando os voluntários são acordados, mas parece plausível que as consequências de saúde sejam comparáveis.

Segundo os pesquisadores, faz sentido que alguém que se sente sozinho e vulnerável possa acordar mais facilmente durante a noite, já que os primeiros seres humanos podem ter evoluído esta tendência para se proteger contra ameaças em potencial.

Mesmo agora, sentimentos de solidão podem ser saudáveis, pois eles podem encorajar os seres humanos a fazer conexões sociais. No entanto, problemas podem surgir se a solidão se tornar crônica.

“As pessoas muito solitárias, que sentem isso há um bom tempo, podem começar a esperar rejeição, até o ponto onde se torna uma profecia autorrealizável”, diz Kurina. Por esta razão, não é sempre útil dizer a alguém que se sente isolado e inseguro para apenas fazer amigos, arrumar um animal de estimação, ou procurar um amor.

Então, o que um coração solitário deve fazer?

Começar a reconstruir suas relações sociais de uma forma emocionalmente segura. “envolver-se em situações onde você não está, necessariamente, esperando que as pessoas lhe ‘deem’ algo, mas onde você é o que dá – como voluntariado, ou reuniões de interesse comum, como grupos de leitura”, diz a pesquisadora. “Aos poucos, você começará a ver o mundo – e seus relacionamentos – de uma forma mais positiva”.

Fonte: http://hypescience.com/nao-consegue-dormir-bem-solidao-pode-ser-a-culpada/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE SEU COMENTÁRIO