domingo, 27 de janeiro de 2008

MORANGOS

Nome popular: Morangueiro

Nome científico: Fragaria vesca L

Família botânica: Rosaceae

Origem: Europa

Características da planta: Planta rasteira de pequeno porte. Folhas com-postas por 3 folíolos. Flores brancas ou róseas.

Fruto: Pequenos, agrupados em uma haste carnosa, de coloração vermelha quando maduros. Os pequenos pontos pretos e duros são na verdade os frutos do morangueiro, conhecidos popularmente como sementes. Frutifica de abril a agosto.

Cultivo: Necessita de sol e pouca umidade e solo silicoso, rico em matéria orgânica. Se multiplica através de moda vegetativa, pela divisão de estolhos que nascem ao redor da planta-mãe. Possui muitas variedades.

O morangueiro é planta da família das Rosáceas, a mesma à qual pertencem as maças, as pêras, os marmelos, as ameixas, os damascos, os pêssegos, as nêsperas, as cerejas, as ginjas (cassis, em francês), várias entre as incontáveis berries, e, ainda, a amêndoa. Fruta bonita e de aspecto bastante ornamental, a coloração vermelha do morango atua como forte excitante do desejo e dos prazeres do paladar. Por seu suave, delicado e sedutor sabor agridoce e por sua consistência sucosa e macia, os morangos são imbatíveis: como frutas, não há quem não os aprecie.

Os morangos, como diz Eurico Teixeira, são um verdadeiro "manjar de sobremesa" apenas lavados e puros, com açúcar, com creme de leite, com crome chantilly, com leite e açúcar, espargidos com suco de limão, com suco de laranja, com licores variados ou com água de rosas, mergulhados no vinho do Porto puro ou misturado com açucar ou, até mesmo, no vinagre doce. A história do morango pode ser considerada uma longa trajetória em busca do aprimoramento do sabor e do prazer. Segundo conta Pio Corrêa, embora existam espécies de morangos nativas na maioria das regiões temperadas, os frutos cultivados atualmente provêm do cruzamento e da união de várias espécies, entre as quais algumas encontradas apenas sob a forma silvestre nas Américas.

Embora, por toda a Europa, existam registros de que diferentes espécies de morangos silvestres já eram conhecidos e apreciados desde os tempos mais antigos, presume-se que essas frutas tenham sido levadas para cultivo em hortas caseiras apenas por volta do século XV. No entanto, apesar de fornecerem frutos de excelente qualidade e notável aroma, os morangos de então eram pequenos e sua produção era bastante irregular.

Atualmente, no Brasil como em quase todo o mundo, existem inúmeras variedades diferentes de morangos sendo cultivadas e, em geral, utilizam-se as mais adaptadas localmente. O Estado de São Paulo destaca-se como o maior produtor de morangos do país, sendo o extremo sul de Minas Gerais também um pólo considerável de cultivo da fruta.

Benefícios:- Excelente fonte de vitamina C.- Boa fonte de folato e potássio.- Poucas calorias e muitas fibras.- Possui bioflavonóides anticancerígenos.

Inconvenientes:- Pode provocar alergias.- Contém ácido oxálico,que reduz a absorção de minerais e pode agravar os problemas de pedras nos rins e na bexiga.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE SEU COMENTÁRIO