sábado, 26 de janeiro de 2008

MARGARIDA


De saia rodada...
Já sob a alvorada
A flor margarida...
Toda espivitada..
Floresce entre rosas
E flores altaneiras
Dentre todas elas...
É a mais companheira.
No orvalho fresquinho,
Entre a verde folhagem,
De tule branquinho,
É só simplicidade!
Flor pura criança...
É só bem me quer!
Não faz aliança,
Com nenhum mal me quer!
É felicidade...
De pouca vaidade,respinga nos campos,
Naturalidade...
Se vai para o vaso...
Contra sua vontade,
Padece ao ocaso...
Morre de saudade!

Rafaela Bosco

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DEIXE SEU COMENTÁRIO